Resultados da sua pesquisa

Preços da habitação sobem 10,3% até março

Posted by Nauhouse on Junho 25, 2020
| 0

O Índice de Preços da Habitação, agora divulgado pelo INE, revela que os preços dos fogos usados aumentaram a um ritmo superior ao das habitações novas, com subidas homólogas de 10,6% e 8,9%, respetivamente.

Já face ao trimestre anterior, o índice registou um aumento de 4,9%. A subida dos preços foi mais expressiva no caso das habitações novas, com uma variação de 6%, que compara com a de 4,7% dos fogos usados.

Neste primeiro trimestre foram transacionadas 43.532 habitações, num valor de 6.800 milhões de euros. Estes resultados representam uma descida de 0,7% no número de transações, e uma subida de 10,4% no valor, o que reflete a trajetória ascendente dos preços.

5.400 milhões de euros corresponderam a transações de fogos usados, e 1.400 milhões a fogos novos.

Ainda assim, o efeito do início da pandemia vê-se nos números. Só no mês de março, o número de transações e respetivo valor caíram 14,1% e 3,3%, respetivamente, face a igual mês do ano passado. O INE destaca que «o comportamento das vendas de habitações neste trimestre poderá ter sido condicionado pelas restrições impostas pelo estado de emergência, decretado a 19 de março».

Lisboa representa 35,5% das transações

De janeiro a março, foram transacionadas 15.433 habitações na Área Metropolitana de Lisboa, 35,5% do número total, e o peso relativo regional mais elevado registado desde o 2º trimestre de 2018, e uma subida de 0,1% face ao período homólogo.

Estas transações somaram 3.200 milhões de euros, 47,8% do total, o montante mais elevado da região na série disponível.

 

in vidaimobiliaria.com
Escrito por Ana Tavares em 23 de Junho de 2020